Hélio Félix

24.4.08

Carta Aberta

 

Quinta, 24/04/2008 – 03:31

Carta Aberta

O custo/orçamento

Caros colegas e noivas,
depois de acompanhar este forum com a distância necessária e verificando este tópico não queria deixar passar esta oportunidade de com o meu relato e a minha expriência poder ajudar, tanto os meus colegas como as noivas que procuram alguém profissional para fotografar.

Em primeiro lugar e antes de mais, queria deixar bem claro que este meu relato não tem qualquer interesse comercial da minha parte uma vez que já estou fora deste mundo que é os casamentos, a fotografia de casamento, assim irei ser isento a tudo o que aqui escrever.

Depois de deixar claro este ponto e em seguimento do que está a ser escrito nos tópicos, e querendo agarrar o ponto sobre o custo/preços e orçamentos ,queria deixar aqui algumas linhas sobre esta mesma questão.
Não existe forma de fazer um trabalho bom e barato, e quando falo em “trabalho” não me refiro apenas ao acto de fotografar o dia, pois um bom trabalho terá de começar muito antes do dia do evento e prolonga-se para depois do evento, e este é um primeiro ponto.

Muitos noivos analisam o custo do fotógrafo apenas pelo número de fotografias entregues ou pelo número de páginas e formato do álbum digital, nada de mais errado, pois o custo que vos é solicitado a vós, noivas, tem de ser encarado como um custo global de alguém que se irá entregar durante um processo que se poderá dizer longo, ou se preferirem mais longo do que poderá ser analisado à primeira vista, o acto de fotografar.

Além disso terá também de ser levado em conta todo o custo de formação do fotógrafo, todo o custo de material e equipamento usado pelo fotógrafo e sua equipa, ou seja, todo o investimento por ele feito para que possa estar a fotografar desta ou daquela forma, com estas ou aquelas condições, além de todas as obrigações fiscais.

Quando recebem um orçamento de uma empresa ou de um fotógrafo devem ter em conta que o valor solicitado passa por,

– Disponibilidade do fotógrafo e sua equipa
– Criatividade
– Todo o dia de reportagem
– Tratamento de imagens- Layout do álbum
– Custos de impressão
– Custo de materiais/equipamento
– Custos de formação permanente- Obrigações fiscais
entre outros.

Quando o valor solicitado é baixo, os noivos devem se perguntar qual a razão, devo dizer que para manter uma empresa e apresentar níveis mínimos de qualidade o valor de uma reportagem completa nunca deve ser inferior a 1500/2000 euros (todo o processo), isto na minha humilde opinião e tem o valor que tem.

É natural que quem cobra estes valores possa apresentar uma boa reportagem e um bom serviço, e existam muitas/algumas reclamações de profissionais que cobram valores muito abaixo.

(existem muitas reclamações minhas, normalmente sobre prazos de entrega que está de uma forma directa relacionada com esta mesma questão, valores, e devo dizer que cobrava na altura cerca de 1000 eur, o que se veio revelar insuficiente para manter um serviço de qualidade)

Porque razão existem muitas poucas queixas de quem cobra valores justos, já pensaram? já pensaram que esses valores que são cobrados e por vezes considerados como elevados, não o são, e apenas servem para apresentar um serviço de excelência aos noivos, que esse mesmos valores servem para que nada falhe, para que exista uma equipa de profissionais altamente qualificados a trabalhar para um trabalho de excelência.
E que alguém que cobre pela metade ou ainda menos, embora possa ser um bom criativo, um bom fotógrafo depois não tem todo o apoio, todo o back office necessário.Vale a pena pensarem nisto…
Quero sublinhar e realçar que não estou a dizer nem o quero dizer que quem tem um custo baixo/inferior tem um mau trabalho, a nivel criativo, não é isso, pois o lado criativo de quem fotografa deverá ser alheio e é certamente aos valores solicitados, no entanto e como já referi o serviço não pode ser apenas considerado o simples acto de fotografar, a não ser que os noivos no final da reportagem levem um cd com todas as tomadas de vista obtidas pelo fotógrafo e o mesmo não tenha qualquer intrevenção seguinte no processo.

Devo confessar que esse foi um dos meus erros, de quando fazia reportagem social (casamento), pensar que bastaria apenas ter boas imagens, que tendo boas imagens que sendo um bom fotógrafo teria um bom serviço…. atenção… ERRADO… é um principio mas insuficiente, pode-se ter boas tomadas de vista, grande imagens e não se ter um bom serviço.(erros de pricipiante)

Um outro meu erro foi o de não fazer contas, e não eram feitas porque tinha e tenho um grande/enorme gosto em fotografar e nem queria pensar em contas, queria era fotografar, como eu dizia, sou fotógrafo e não contabilista, o que com o tempo se veio a revelar um erro grosseiro.
Criando enormes dívidas com fornecedores, e como consequência atrasando imensos trabalhos durante períodos inaceitáveis do ponto de vista de serviço entre cliente e empresa.
E sei que se passa o mesmo com muitos outros colegas, continuam numa luta cega pela sobrevivencia e não se fazem contas, o que é um erro fatal, e foi um dos meus erros.

Devemos parar e fazer contas de forma a criar riqueza para que se possa garantir um trabalho de exelencia aos nossos clientes.

É com alguma preplexidade que vejo orçamentos de 400/500 euros, pela minha expriência devo confessar o seguinte, é impossivel manter uma empresa que viva ou sobreviva da reportagem social com estes valores.

A exemplo pessoal, e devo dizer que faço muitos poucos trabalhos em casamento, pois estou e continuo na fotografia mas em uma área completamente diferente, mas no meu caso como dizia, quando sou convidado a fotografar nunca poderei cobrar um valor inferior a 2300/2500 Eur, e estes valores que podem parecer elevados, não o são, bastará fazer contas, e apenas com estes valores poderei e se poderá garantir que nada falhe.

Para terminar, e em discurso directo às noivas, não vejam o serviço de imagem/fotografia do vosso casamento como secundário, relembrem-se que tudo o resto passa, tudo o resto da memória se apagará, e que só existe algo que irá recordar esse mesmo dia, e reavivar as memórias, são as fotografias, as imagens do vosso casamento.

Valorizem as fotografias, valorizem os profissionais que dão um pouco deles para eternizar o vosso dia.

Aos colegas, bons trabalhos, pensem sempre em um trabalho de excelência, sempre o vosso melhor..

Hélio Paulo Félix
Hélio Félixwww.heliopaulofelix.pt
http://www.flickr.com/photos/heliopaulofelix 

31.1.08

Anúncios

~ por felix em Abril 27, 2008.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: